Pilates Clínico

O Studio READY4 possui profissionais capacitados e treinados para atender questões patológicas que podem ser trabalhadas com o Pilates. Conheça um pouco mais como esta técnica pode ser aplicada.
TRATAMENTO DE PATOLOGIAS COM O PILATES CLÍNICO/REABILITAÇÃO
A formação do fisioterapeuta exige que ele seja especialista em uma gama de técnicas que possam ser integradas e utilizadas no momento adequado com seu paciente. Uma visão ampla de seu paciente, dessa forma, permite que a reabilitação seja mais eficiente, evitando dessa forma retorno dos sintomas e a melhora rápida de seu paciente.
É possível aliar técnicas de terapia manual, por exemplo, ao trabalho do pilates, pois o ambiente e o trabalho oferecidos pelo método, facilitam a intervenção baseada nos princípios de assistência, trabalhando globalmente o corpo e não somente no foco da lesão.
A assistência tanto do profissional como do equipamento garante que os exercícios sejam executados de forma apropriada e o número de repetições seja adequado. Modificações específicas são aplicadas para que o movimento seja executado de forma correta, acelerando o processo de recuperação.
As características do método que envolvem a qualidade do movimento e respeito aos limites articulares também são fundamentais neste processo.
O método pilates permite a modificação dos exercícios, adaptando-o conforme a necessidade do aluno, por exemplo, em decorrência de alguma patologia, onde a estrutura que sofreu a lesão deve ser menos exigida ou ainda, exigida de forma correta para que ocorra cicatrização adequada.
É o que acontece no caso do aluno possuir osteoartrose de joelho. É possível diminuir os ângulos de trabalho desta articulação e ainda assim trabalhar a musculatura que envolve o joelho de forma adequada, para diminuir a sobrecarga na articulação, preservar a cartilagem que ainda está presente, diminuir a dor e melhorar a função do aluno em suas atividades diárias.
Outro exemplo, são as hérnias de disco, neste caso, os principais sintomas são dores lombares e dor irradiada na perna. Como resultado, a musculatura que estabiliza a coluna deixa de funcionar adequadamente e como não estão com sua ação normal, acabam causando instabilidade e ainda mais dores nas costas. Além disso, a musculatura da região do quadril e da lombar ficam tensas e a pessoa se move como se fosse um bloco.
Esses fatores podem ser minimizados com o pilates, sendo uma atividade física que envolve reeducação postural por meio de alongamentos, fortalecimentos e reequilíbrio da musculatura de todo o corpo. Ensinamos ao aluno, como um dos fundamentos principais do método o acionamento do centro de força (formado pelos músculos abdominais, períneo e multífidos), isso “acorda” e fortalece a musculatura que está com sua ação prejudicada.
Os exercícios adaptados para alunos portadores de hérnia de disco têm como objetivo melhorar a capacidade funcional da região do quadril e ajudar na descompressão da região lombar. São evitados por exemplo, exercícios que exigem flexão da coluna.
Vale ressaltar a importância do profissional ser bem qualificado e conhecer profundamente tanto a patologia como o método e a partir de uma avaliação detalhada do aluno, adaptar os exercícios conforme sua necessidade.
Além disso o acompanhamento do tratamento poderá ocorrer em conjunto com o médico responsável.